Como transformar ostra ferida em pérola

“As minhas cicatrizes levo-as comigo”, me fazem lembrar das batalhas que lutei”.

Acredito que todas experiências da vida servem para nos ensinar algo – sejam boas ou ruins, especialmente as negativas porque, se tudo passa,   então, de certo, melhores dias estão por vir.

Não pensem nas circunstâncias negativas que se acumulam, não  alongue demasiadamente sua aflição, pois a energia de que precisa virá a seu tempo. Confie nele – o Senhor. Não vos inquieteis, pois, pelo dia de amanhã; porque o dia de amanhã cuidará de si mesmo. Basta a cada dia o seu mal.

Veja o que diz Paulo aos Coríntios:

Portanto, não estamos desistindo. Como poderíamos? Ainda que por fora pareça que tudo está se acabando, por dentro, onde Deus está criando uma nova vida, não há um só dia em que sua graça reveladora não se manifeste. Os tempos difíceis nada são comparados com os bons tempos que estão por vir, a celebração sem fim preparada para nós. Há muito mais do que podemos ver. As coisas que agora vemos estão aqui hoje, mas desaparecerão amanhã. Mas as coisas que não vemos agora irão durar para sempre.

2 Coríntios (4:16-18)

Substituir as tristezas passageiras por alegrias permanentes é um bom exercício matinal. As riquezas eternas nascem de nossos limites.  A pérola é explêndida porque nasce da dor.

Que o Senhor renove suas forças. Com amor,  poder e beleza.

Que a graça seja multiplicada.

Anúncios