Tags

, ,

Uma Alegoria

No começo, o tempo era uno, eterno. Mas tempo, indiviso, tempo eterno, não teria relação com o mundo do espaço. Assim, o tempo foi dividido em sete dias e entrou em íntima relação com o mundo do espaço. Em cada dia, em particular, outro reino de coisas vieram a existir, exceto no último dia.  O Schabat era um dia sozinho. Ele pode ser comparado a um rei que tem sete filhos. Para os seis deles, deu-lhes suas riquezas, e para o mais jovem dotou-o de nobreza, com a prerrogativa de realeza. Os seis mais velhos, que eram pessoas comuns, encontraram suas companheiras, mas, o nobre permaneceu sem uma companheira.

Disse Rabi Schimeon bem Iohai:

Depois que o trabalho da criação foi completado, o Sétimo Dia suplicou: senhor do universo, tudo o que Tu criastes é aos pares; à cada dia da semana Tu destes uma companheira; só eu permaneci sozinho. E Deus respondeu: A comunidade de Israel será sua companheira. [1]

Esta promessa não foi esquecida. “Quando o povo de Israel estava postado diante do monte Sinai, o Senhor lhes disse: ‘Lembrai-vos do que Eu disse ao Schabat: A Comunidade de Israel é vossa companheira’. Por isso: Lembrai-vos do Schabat para santificá-lo”. (Êxodo 20: 8). A palavra hebraica Le-cadesch, santificar, significa na linguagem do Talmud, consagrar uma mulher, desposar. Assim, o significado desta palavra, no Sinai, foi o de imprimir sobre Israel o fato de que ser o noivo do dia sagrado, o mandamento para esposar o sétimo dia.

HESCHEL, Abraham. J. O Schabat – seu significado para o homem moderno. Perspectiva, São Paulo: 2000, p. 65


[1] Genese rabá 11,8. A interpretação ora oferecida é alegórica; compare Beure Hagra,  Gaon de Vilna, Vársovia, 1886, p. 98. O relacionamento de Israel com Deus é, em parte, um fato aberto da história e, em parte, um mistério, um ato íntimo. Para Rabi Schimeon ben Iohai , o Schabat é o signo do mistério nessa relação. Disse ele: Todas as milzvot , todos os mandamentos, o Santíssimo deu à Israel , em público, exceto o Schabat, que dado em particular, como está escrito entre Eu e Israel existe um sinal para Israel que durará para sempre Le-ólam, (Êxodo 31: 17) Entre (…) e é uma expressão hebraica le-‘olam ( para sempre) é escrita de tal forma que pode ser lida como se fosse vocalizada Le-‘alem: para ser conservada como segredo (Bezá 16 a ).

Anúncios